Literatura

Permanência

permane%cc%82ncia_p2
imagem: Cassiano Rodka

Me corte um pedaço a cada dia
Jogue em minha cabeça um balde de água fria
E, antes que eu me aqueça, me negue alforria
No suingue deste açoite, eu encontro a minha folia

Traga sua nuvem, anoiteça o meu dia
Desça o sarrafo e quebre os dentes da alegria
Faça a sua marcha, era tudo o que eu queria
No enterro de meus ossos, eu floresço em melodia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s