L7: chutando a bunda do presidente

L72017_P2

por Cassiano Rodka

Em uma época em que a caretice está querendo dominar o mundo, nada melhor do que saber que um grupo ativista e subversivo como o L7 está criando novamente. A banda voltou a fazer shows em 2015, depois de 14 anos de hiato e, recentemente, anunciou que está gravando um novo disco.

A primeira faixa do novo trabalho chama-se “Dispatch from Mar-a-Lago” e é um ataque debochado ao presidente Donald Trump. Na letra, a banda narra uma invasão ao resort do político enquanto ele calmamente tuita em seu telefone sem saber que logo vai ter sua bunda chutada dali.

O L7 sempre foi uma banda engajada. Feminista até o caroço, o grupo surgiu em uma cena roqueira dominada por homens e nunca poupou esforços para cavar o seu espaço e abrir portas para outras mulheres.

Formada em 1985 pelas guitarristas Donita Sparks e Suzi Gardner em Los Angeles, as composições misturavam a agressividade do punk rock com os riffs pesados do metal, e as letras mostravam uma busca pela igualdade de direitos. Com a adição de Jennifer Finch no baixo e Dee Plakas na bateria, o grupo gravou seus dois primeiros discos, “L7” e “Smell the Magic”. Os shows eram intensos e o visual casual deixava claro que elas não estavam ali para agradar marmanjo com o seu look, elas queriam ser escutadas e vestir (e fazer) o que bem entendessem.

Com o lançamento do terceiro disco, “Bricks Are Heavy“, por uma grande gravadora em 1992, o mundo finalmente se rendeu ao som do L7. O movimento grunge estava dominando a cena musical e o clipe de “Pretend We’re Dead“ passou a rolar direto na Mtv. Nele, a banda mandava o seu recado em alto e bom som: “meninas, não se finjam de mortas, façam suas vozes serem ouvidas”.

Transformando a mensagem das músicas em ação, o L7 juntou forças com o grupo Feminist Majority Foundation para criar o Rock for Choice, uma série de shows beneficentes que levantava dinheiro para grupos a favor da legalização do aborto. No line up, brilhavam os melhores expoentes da época, incluindo Nirvana, Soundgarden, Pearl Jam e Red Hot Chilli Peppers.

Depois de lançar mais dois discos, “Hungry for Stink” e o excelente “The Beauty Process: Triple Platinum”, a banda fechou as contas em 2001, entrando em um longo hiato. Foi o inesperado interesse de fãs no Facebook do grupo que fez com que as integrantes considerassem uma reunião. Em 2015, voltaram a tocar juntas em várias cidades pelos Estados Unidos. O sucesso da turnê fez com que decidissem seguir na ativa, anunciando um novo álbum para breve.

Enquanto o disco não vem, vale a pena conferir o documentário “L7: Pretend We’re Dead”, um apanhado sobre a “primeira temporada” da banda, que será lançado em DVD e Blu-ray no dia 13 de outubro de 2017.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s