Quadrinhos

Black Hammer: super-heróis em crise existencial

BlackHammer-Fallen

Black Hammer é uma série em quadrinhos que segue a trajetória de heróis caídos que procuram encontrar seu sentido existencial em um mundo em que não podem mais depender de seus poderes. Quando não há mais máscaras, o que sobra?

Logo na primeiras edição, somos apresentados a seis super-heróis que estão vivendo juntos em uma fazenda, escondendo seus poderes do restante da cidade em que habitam. A história é contada em clima de mistério, revelando aos poucos ao leitor o que levou esses personagens a esse ponto. A cada número, o escritor nos leva a passear pelo passado de cada um deles, expondo quem eram e contrapondo com o que são agora. Por trás de cada mito, há um ser humano cheio de incertezas, sonhos e frustrações.

A arte de Dean Ormston foge do convencional das HQs de super-heróis, optando conscientemente por um clima mais soturno e realista. Algumas cenas silenciosas nos oferecem momentos de contemplação dos personagens em que fica muito claro para nós observadores o que eles estão vivenciando.

BHGoldenGailVersusGiantRobot

Mas o mais interessante é a maneira que o roteirista Jeff Lemire escolheu para contar essa história: cada herói é uma homenagem a um gênero clássico das HQs. Portanto, quando acompanhamos o relato da garota-prodígio Golden Gail, a ambientação e o texto dos quadrinhos nos remete à época de ouro da DC e da Marvel, enquanto a edição da feiticeira Madame Dragonfly é um típico comic de terror. Para a revista que conta a origem do herói espacial Colonel Weird e seu fiel robô Talky Walky, Lemire chegou a convidar um outro desenhista, David Rubín, que pintou um clima completamente diferente para contar a narrativa dos personagens, fazendo referências a clássicos Sci-Fi. A ideia deu tão certo que David Rubín foi indicado para o Eisner Awards pelo seu trabalho.

BHColonelWeirdTalkyWalky

Tendo sido eleita a Melhor Série Original de 2017 pelo prêmio, Black Hammer volta a concorrer neste ano em quatro categorias: Melhor Série Contínua, Melhor Escritor (Jeff Lemire), Melhor Desenhista (David Rubín nas edições 9 e 12) e Melhor Colorista (David Rubín e Dave Stewart).

Publicada nos EUA pela Dark Horse, aqui no Brasil a revista foi recentemente lançada pela Editora Intrínseca em um volume que reúne os seis primeiros números intitulado Black Hammer – Origens Secretas.

BlackHammerOrigensSecretas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s