Literatura

Líquida

Líquida_P2.png
imagem: Cassiano Rodka

“The truth that makes men free is for the most part the truth which men prefer not to hear.” 
(Zygmunt Bauman, Liquid Modernity)

Ontem tinha minha alma fora do corpo,
Tal qual criança desgarrada da mãe,
Só porque não era terça-feira.
Hoje converso com Angelina a caminho da escola,
Ouço Harry Connick Jr,
Leio Saramago,
Tomo um espresso machiatto,
E sinto as coisas todas voltando à ordem anterior.
Quero liberdade, sim,
Mas também quero segurança.
(E graças a Bauman – e à Marcella Marx – hoje escrevo este poeminha).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s