Quadrinhos

Naves espaciais, zumbis famintos e aias rebeldes: um passeio pela CCXP 2018

CCXP2018-StanLee.jpg
foto: Pedro Cunha

Você olha para um lado e se dá de cara com Stan Lee comprando quadrinhos de um artista independente. Olha para outro e percebe Dick Vigarista na fila para pegar um autógrafo. Como se isso não bastasse, atrás de você está rolando uma luta do Capitão América contra dois zumbis. Bem-vindo à CCXP 2018!

A Comic Con Experience é um evento que reúne milhares de interessados em cultura geek, o que inclui quadrinhos, action figures e estátuas, vídeo-games, filmes e séries de TV. No enorme galpão da São Paulo Expo, diversos cosplayers passeiam por entre os presentes, dividindo atenção com as atrações preparadas especialmente para o evento. Durante quatro dias, a CCXP dispõe de painéis, lojas, exposições e experiências imersivas feitas para divulgar as novidades da indústria geek.

CCXP2018-RedHood.jpg
foto: Pedro Cunha

Logo que cheguei no local, confesso que achei que seria comercial demais e não tão divertido como eu gostaria. A verdade é que há realmente bastante espaço para vendas e promoções de novidades, mas, ao mesmo tempo, existem diversas atrações de graça, produtos exclusivos por bons preços e HQs raras de se encontrar por aí.

Como meu maior interesse no evento era a nona arte, descobri o fim do meu arco-íris no Artists’ Alley, um espaço com diversos artistas famosos e desconhecidos que estão lá para apresentar o seu trabalho. Trocar uma ideia com os criadores das mais variadas HQs é muito bacana, e a vontade é de comprar todas as revistas para descobrir novos universos para se perder. Tive de me conter para não gastar toda minha grana ali, mas, ainda assim, saí com 17 HQs que serão comentadas por mim nas próximas semanas na coluna de Quadrinhos do PáginaDois. Tem MUITO artista brasileiro bom e eu vou dividir com vocês aqueles que não podem ser ignorados.

CCXP2018-ArtistsAlley
Os artistas Naldo Junio, Alex Rodrigues e Gustavo Borges. fotos: Cassiano Rodka

Dentre os painéis oferecidos, escolhi assistir à masterclass do quadrinista John Romita Jr., responsável pelas ilustrações de Kick-Ass, além de algumas histórias do Batman e do Daredevil. Super à vontade no palco, o desenhista e roteirista contou sobre como planeja suas páginas, rabiscando ao vivo para os presentes uma história do Super-Homem. É fascinante ver a facilidade com que o artista bola cada quadro, criando ângulos que valorizam o que a história quer contar e evitando aquilo que ele sabe que não domina direito – ele confessou detestar desenhar carros, portanto ele sempre coloca metade dos veículos aparecendo nas ruas. Brincou que sua ex-mulher servia como base para ele desenhar super-vilãs e respondeu perguntas dos fãs ao final. A palestra não estava lá muito cheia, pois a maioria das pessoas vai ao evento pelas séries de TV e filmes. Portanto os painéis com atores e diretores são concorridíssimos, enquanto os de quadrinhos são tranquilos. Melhor para nós leitores da arte sequencial!

CCXP2018-Romita.jpg
Masterclass com John Romita Jr. foto: Cassiano Rodka

Depois de muitas compras e da palestra de John Romita Jr., era hora de se jogar nas experiências imersivas. Eu e o meu companheiro na coluna de Quadrinhos do P2, Pedro Cunha, resolvemos mergulhar em tudo aquilo que não tivesse muitas horas de fila. Assim, nos vimos passeando no espaço na nave de Rick and Morty, fomos atacados por zumbis e, o melhor de tudo, sentimos na pele o que é ser uma aia de The Handmaid’s Tale. Fora isso, tiramos foto e conversamos com muitos dos cosplayers que perambulavam pelo evento.

CCXP2018-RickandMorty
foto: Olavo Geimba
CCXP2018-Zumbis
foto: Pedro Cunha

CCXP2018-Aias1

CCXP2018-Aias2

Ainda houve tempo para babar nas estátuas da Iron Studios, uma empresa brasileira que fabrica peças colecionáveis licenciadas de grandes nomes, como Disney, Marvel, DC Comics e Star Wars. Algumas figuras estavam sendo apresentadas pela primeira vez, como o Tony Stark ao lado da Mark I. Alguns dos destaques para mim foram a estátua do Homem-Formiga crescendo (a sensação de movimento ficou muito bacana!) e o diorama com os personagens da Caverna do Dragão. Houve também furor com o anúncio de uma nova licença da empresa: os Thundercats.

CCXP2018-HomemFormiga.jpg
foto: Cassiano Rodka
CCXP2018-CavernadoDragao
foto: Cassiano Rodka

Depois de 10 horas seguidas vivendo no universo fantástico da CCXP, tivemos que deixar o evento e retornar à realidade. A experiência foi definitivamente única e inesquecível. A organização foi surpreendentemente boa considerando a quantidade de pessoas presentes – em torno de 220 mil. A Comic Con Experience acontece todo ano em dezembro na cidade de São Paulo. Recomendo a todos os amigos nerds/geeks pelo menos um dia de imersão nesse mundo à parte em 2019. Ah! E levem uma mochila BEM grande! Ou peçam uma forcinha para o Morty…

CCXP2018-Livros_edit.jpg
foto: Cassiano Rodka

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: