Literatura

Arco-íris

imagem: Isabel Dall’Agnol

Eu visto uma cor
diferente da que disseram
ser minha.
Eu visto duas cores.
Eu me transformo
em várias cores.
Eu gosto de
todas as cores.
Eu quero experimentar
todas as cores.
Eu não me entendo
com cor alguma.
Eu tenho medo
de vestir a cor
que eu quero.
Eu troquei de cor.
Eu não tenho cor.
Eu não sei de qual
cor eu gosto.
Eu não sei qual cor
eu sou.
Somos, enfim,
todas as cores, ainda
quando incolor formos.
Somo arco-íris,
sem fim.
Somos alegria.
Somos vibrantes.
Somos amor.
Somos vida.
E eu…
Eu tenho o maior
orgulho desse incrível
e indestrutível
arco-íris. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: