Literatura

Verde

Foto: Isabel Dall’Agnol

Esfria a pele,
enquanto aquece
aquela pequena alma.
Molha o rosto.
Flui o arco.
Apega à peça.
Cria.
Inventa.
Vira e
revive
fantasia.
Ele vive.
E vibra.
Naquela
pequena alma,
que brota a mil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: