Música

Saúde, de Rita Lee

Quando se fala em músicas censuradas no Brasil, a gente logo pensa em Chico Buarque e Caetano Veloso. Mas foi descoberto que a artista mais censurada foi Rita Lee. Além de letras que criticavam a Ditadura, a cantora falava de protagonismo feminino. E essa coisa de mulher que gosta de sexo era um escândalo! Na época do disco Saúde, Rita e Roberto compuseram em torno de 30 músicas e só 9 foram liberadas para entrar no álbum. Com alterações.

Uma faixa chamada Afrodite teve que mudar o título para Banho de Espuma. Apesar do nome Afrodite permanecer no refrão. (Acho que se passaram, né?) Duas frases da música tiveram que ser trocadas: “em qualquer posição” virou “com toda disposição”; “Bolinando com água e sabão” virou “Esfregando com água e sabão”. Só não via sexo ali quem não queria. A música Favorita, que trazia Roberto de Carvalho nos vocais, também causou por ter a “erótica” frase “Me sinto dentro do túnel do amor”. Um escândalo! A faixa Galinhagem só precisou ser rebatizada: virou Tititi. Barriga da Mamãe teve que ser toda retrabalhada, aí ficou para o disco seguinte. É uma pena que algumas das faixas censuradas acabaram sendo apagadas para economizar fita. Coisas da época!

Tatibitati passou batido pela censura (provavelmente pelo tom infantil da letra) apesar dos versos “brincar de médico é melhor que boneca”. Mutante é uma balada onde Rita se vê como a verdadeira mutante, aquela que seguiu mudando e não ficou atrelada ao passado. A faixa Atlântida nasceu de uma jam chapada de meia hora que depois eles editaram e virou aquela preciosidade de música. Mother Nature é uma versão em inglês de Mamãe Natureza, faixa do terceiro disco solo de Rita, que só foi incluída porque eles estavam sem material, já que a censura bloqueava tudo.

O disco inovou na produção também, trazendo baterias eletrônicas, como na faixa-título, um disco-rock que traz possivelmente a frase mais emblemática de Rita Lee: “Enquanto estou viva, cheia de graça, talvez ainda faça um monte de gente feliz”.

Não tenha dúvidas disso, Rita! E muita saúde pra ti!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: