Música

Faixa a Faixa a Jato: Harry’s House, Harry Styles

Music for a Sushi Restaurant

dá início ao álbum em clima de festa, com uma batida disco e metais a la Express Yourself, da Madonna. É um convite a entrar na Harry’s House e explorar os cômodos. 

Late Night Talking

é a primeira de muitas dedicada à namorada, de quem ele estava distante durante a pandemia. Este álbum foi criado durante o isolamento, então ele fala muito sobre saudade e sobre relacionamentos interpessoais. A distância das pessoas fez ele ter muito claro em sua mente de quem ele realmente sentia falta.

Grapejuice

é uma carta de amor a uma boa garrafa de vinho. Especialmente uma que ajuda a esquecer alguém. Eu só fui curtir a música depois de ler a letra. Baita!

As It Was

começa com um áudio do sobrinho do Harry. Como seu tio não atendia o telefone nunca, o gurizinho deixou uma mensagem: “Pô, Harry, a gente quer te dar boa noite”. A música é filha do a-ha e a letra fala sobre uma deprêzinha por um relacionamento que não é mais como era antes. 

Daylight

se comunica diretamente com Late Night Talking. Se naquela faixa, ele conta que passa horas aa fio conversando ao telefone com a namorada, aqui ele se irrita com a chegada da luz do sol, que é um anúncio de que a noite de conversas com sua namorada chegou ao fim.

Little Freak

é um folkzinho pop, aparentemente sobre deixar o ciúme de lado e focar no amor que se tem pela pessoa amada. 

Matilda

é uma conversa imaginária que Harry teria com a personagem homônima dos livros de Roald Dahl, que ficou conhecida pela sua versão cinematográfica nos anos 90. A personagem é maltrada pela família e o cantor aproveita a deixa para mandar o recado: família mesmo é a que nos aceita, escolha a dedo a sua. 

Cinema

foi feita para a sua namorada, Olivia Wilde, que é cineasta. Uma faixa daquelas para apimentar o clima no quarto. 

Daydreaming

tem um clima soul brasileiro dos anos 70, acho que o Harry escutou uns discos antigos do Jorge Ben antes de compor essa música. Mas provavelmente é por conta do sample de “Ain’t We Funkin’ Now” do Brothers Johnson. Quem faz o solo de guitarra aqui é John Mayer. 

Keep Driving

… sabe quando um álbum tem 13 músicas e podia ter 12? Pois é.

Satellite

começa como uma baladinha de boas e depois pega no tranco e vira uma música agitada bem gostosinha com um refrão bom de cantar, e, na finaleira, quebra tudo! 

Boyfriends

é sobre a irmã dele, que tem aquele péssimo hábito de namorar com gente mala. Mas ele já disse que acaba sendo um pouco sobre ele, e sobre mim, e sobre vocês também. Quem nunca?

Love of My Life

fecha o álbum com uma declaração de amor nua e crua. Mas não é para uma pessoa, mas sim, para um lugar: a Inglaterra, onde Harry nasceu e deixou para morar nos EUA. 

E é isso! Agora caiam fora da casa do Harry! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: